No final de tarde, depois de alguns meses morando numa casa alugada, uma mãe e seus filhos viviam tranquilamente num subúrbio de uma cidade média. Não sendo o bastante, o trabalho era a principal “diversão” daquela família, eles simplesmente viviam para o trabalho. Não importava o quanto fossem direitos e educados, o temperamento social dele era péssimo, era trabalho para aqui e para lá. Contudo, não eram bem quistos e vistos pelos vizinhos, obviamente que não tinha sido vistos nos últimos meses porque o trabalho os impedia de “socializar”. Eram chatos, irritavam com o seu gênio, mas era a casa com que moravam que os deixava assim. A casa era boa, grande, levemente nova, um quintal espaçoso, tinha duas arvores grama ao redor. Mas não era só. Havia bichos, selvagens que viviam incomodando e faziam com que as portas e janelas da casa sempre ficassem fechadas. Cobras, mosquitos, lagartos, tatus, pássaros. “Era impossível viver tranquilamente”, dizia a mãe, “com esse bichanos por todos os lados tentando invadir minha casa”, “não há sossego”.

Transparecia essa irritação no seu contato social, a mãe simplesmente não conseguia esquecer desse fato bizarro do seu dia-a-dia e sempre o comentava com seus poucos amigos -que lhe apenas simpáticos, já que era apenas ela os considerava amigos, o mesmo não acontecia do lado deles-, o que lhes irritava, assim, continuamente o contato social se tornava menos e menos comum na sua família. Até que depois de meses, uma ideia surge. “Vou ligar para a zoonose”, dizia a mãe resoluta. “É bem provável que eles saibam o que fazer com esse tipo de situação, não há mais nenhuma condição de se morar aqui, sem que isso se resolva”. O telefone toca e do outro lado da linha, o moço da zoonose atende:

- Zoonose, pois não?

- Boa tarde, Senhor, aqui é a mãe, tenho tido problemas com animais aqui na minha casa gostaria que os senhores fizessem alguma coisa porque está insuportável”,

- Senhora… não podemos fazer muita coisa… os animais… eles já chegaram a invadir a casa?

- Ainda não, mas não nos deixam sair, é difícil manter as portas abertas sem o medo de que uma cobra entre dentro de casa, o senhor entende?

- Entendo sim senhora mas o problema é que não podemos fazer nada se eles não estiverem DENTRO da sua casa.

- Senhor, isso não faz nenhum sentido, e além do mais, tecnicamente, eles estão dentro da minha casa, estão no meu quintal.

- Sim, Senhora, eu entendi mas é que realmente não podemos tira-los do seu habitat.

- Como assim? Não entendo o que o Senhor quer dizer com habitat.

- Habitat, Senhora, é o local onde os animais vivem.

- Sim, Senhor isso eu entendo mas não entendo porque não podem simplesmente tira-los daqui. Eu moro aqui com a minha família.

- Bem, Senhora, devo lhe informar que a Senhora está equivocada…Eles moravam antes.

PS: feito no maravilhoso FocusWriter e baseado em fatos reais.

Quite impressive title right? I took inspiration from AJATT,  He’s a god-like when comes to create titles ^^ (and He’s handsome :P)

Yeah, dude, my second post in English for my project in Japanese. However, isn’t about Japanese, it’s about my routine, and my routine in front of my PC. While I write this I’m decided to change it, I”m not going to turn my pc on as soon as I wake up in the morning, I’m going to time-box Him, yeah that’s it, specially for Japanese, but for all other “pleasure” things that in the end of the day, you said: “damn it, I did it again, no real prizes at all”. Well, I read a lot interesting things on the internet, a lot of blogs, a lot of researches, a lot of things I love, but, yeah, but, I can’t reach important things forward, I can’t do that anymore, it’s a sin, it’s a mortal sin. For example:

I have some short stories, a teenager fiction and some writing studies that I want to do and I just couldn’t cuz of this Devil’s Box. However, mnmlist made want that , not a vacation, but the thing smart people do, put things where they belong and for me, internet is one of them. I’ve been losing so many opportunities around me to go to concrete things and good ones, but no, I prefer to sit and be stupid. Be stupid if you want to, but me, I’m gonna enjoy my REAL life.

Ok, my first post in english here, and also my first post about my japanese studies. It’s tough to keep a thing between languages, i mean, a blog. Well, I wanted to share an idea that I had yesterday about my journey into japanese fluency.

I was tired, lot of things coming out saying ‘solve me’, ‘solve me’ and I was really unmotivated to study or start anything in japanese, I was basically reading, listening and watching animes, with not too much effort on srs.

So, I had an epiphany: “you know what, muchaco? I will restart everything. I deleted every single deck here and you know why? Because it was BORING. Few things on my decks attracted me. I’ve started to recreate my decks with my OWN things and not people’s/textbook’s things… I’m reading now 猫とねずみ from this wonderful  blog (^^) and srsing the thing on my mnemosyne to learn the phrases that I don’t know, also trying to implement things I watch, read on my decks. Let’s see if works… wooo, the nice  new fresh air that I breathe. mata!

Meu post sobre aborto é ainda o que mais me rende visitas ao blog. Infelizmente, normalmente eles entram através dos termos ‘como fazer um aborto , e o post é pró-vida, já viu ne?. Pode me chamar de “retrogrado” mas eu sinceramente eu não sei do que eles estão falando. O que eu defendo é simples: ninguem fica meio-grávido, niguem pare mamão ou pêra, é gente, logo, abortar é eufemismo para matar, e matar gente. Em contraposição, estão os defensores do aborto que dizem que a mulher tem direito de escolher ser mãe, e eu concordo, escolha antes de fazer sexo. Já o que eu não concordo é que é criminalizado, porque a legsilação brasileira já preve aborto em certos casos, então nos vem a pergunta: o que, pelo benedito, eles querem discriminalizar? Não sei, eu já vi bastante “discussões” na tv, radio, internet -normalmente não são discussões porque só há apenas pró-aborto e elas nunca deixam claro descriminalizaar o que? Aborto por falta de planejamento familiar? Por irresponsabilidade? Por falta de prevenção? Eu sinceramente não sei, eu sou retrogrado, retrogrado por apenas achar irracional todos esses discursos “progressistas”. Não há nada de progressita dizer que eu posso matar uma criança por eu ter direito a liberdade de escolher ser mãe ou não. Se você ainda achar que eu sou retrogrado, pare de ler, se não, dê para adoção. Deixa Adotar, dê a criança para uma igreja, pra um orfanato, deixe no hospital, em qualquer lugar seguro e que de facil acesso para acha-los. Não mate eles, eles podiam ser você.

Olá, esse post vai ser um de vários sobre o meu journal de memorizar a biblia. É claro, não vou dizer e pensar “memorizar a biblia toda”, naks! Vou memorizar o que dá, e como as minhas tentativas usando mnemosyne e o anki com japones funcionaram, SRS funciona e é divertido! Vou descrever basicamente o que farei:

1) Criar cartões com os versiculos que quero memorizar (que caibam no meu bolso) e leva-los a todo lugar. (eu leio o versículo no cartão umas 10 vezes acho e depois repito por volta de 30 vezes sem o cartão durante o dia, depois que eu acho que está bom eu passo pro próximo, sem pressa)

2) Memorizar enquanto estou no hidden times (fila de dentista, fila de banco, sem fazer nada, onibus etc…)

4) Gravo no mp4, minha leitura do versículo e fico ouvindo quando esqueço.

3) Colocar em decks no Anki por livros e capitulo conforme eu for memorizando.

Pronto, já dando de ante mão que começei ontem a memorizar Tito 1, estou nos versículos 1-8.

Só vou pegar apenas livros pequenos e do novo por enquanto, o que creio, vai me motivar muito mais.

O próximo post sobre será quando eu terminar o livro e falar sobre a experiência e como posso melhorar.

PS: O video que me motivou e o texto que li sobre memorização bíblica, nada de novo mas é legal

Paz em Cristo

Esse post é super pessoal. Não venho dizer coisas banais sobre questões tão importantes tanto para Cristãos quanto para outros. Sim, eu acredito que não-cristãos se preocupem com isso. Os islamicos como superficialmente pude ver, se estiver errado comente por favor, a pureza está relacionada as orações matinais, o de não tocar coisas impuras ou de sexo em periodo menstrual ou 40 dias pós-parto -acredito que tenha mais. Já o budismo pelo que já li, a pureza da mente está relacionada ao não-desejo, buda é chamado do “sem desejo”. Bem, um considera o não-tocar e o segundo o não-desejar, isso é extremente interessante, mas como a Cristandade considera a questão da pureza? A pureza, no meu ponto de vista, não é o não-desejo ou o não-tocar, é o positivo, é o desejo e o tocar, devidamente saudavel. É obvio que quando falamos de pureza nos vem a questão sexual, pelo menos no ocidente é assim, mas pureza vai além disso, ser puro é “Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos {e se apartem} da simplicidade que há em Cristo.” ( 2 Coríntios 11:3) Manter os sentidos puros, puros na simplicidade de Cristo, isso é pureza para o Cristão. É positivo, você busca pureza, não deixa de fazer algo para ser puro, vazio não preenche nada. Outro verso que reusme bem isso é ” Foge, também, dos desejos da mocidade; e segue a justiça, a fé, a {ou o amor} caridade {e} a paz com os que, com {um} coração puro, invocam o Senhor. (2 Timóteo 2:22). Outro verbo de ação positiva, segue, busque. Dizemos normalmente que devemos deixar várias coisas mas ao contrário não buscamos o que precisamos, o deixar de buscar gera o vazio que mora a impureza.

Eu estou no 19º de uma pelegrinação à pureza sexual. Vou ser sincero não foi nada fácil. Eu sou Cristão e não tenho medo de me arrepender, e confessar, o Senhor é misericordioso e eu escrevo esse post para tentar entender melhor o que eu devo fazer para crescer na pureza da simplicidade de Cristo. Por isso me escrevo e deixo mais claro para mim que é a minha falta Dele que me faz impuro.

Em João 5:38-39 diz, um verso amplamente descontextualizado,

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;

E não quereis vir a mim para terdes vida.”

Buscamos os negativos da biblia para tornar nossas ações dignas de Deus, e nunca foi isso. Os Nãos dos dez mandamentos nos leva ao Sim do Amor, você vai tirando toda terra de cima e encontra o tesouro, pureza é isso, fazer pureza, ser pureza, buscar pureza, e isso na graça do Senhor Jesus. Senhor me faça puro.

C.S. Lewis diz que “Todos os mortais tendem a tornar-se naquilo que fingem ser.” Eu entendo que quando o ap. Paulo nos chama à nos revestir de Cristo, era disso que ele falava.

“Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.” Romanos 13:14

Estava lendo um blog que falava sobre a famosa  italiana Eluana, que em estado vegetativo já à 16 anos fora tirado o direito de viver. Eu ouço muito pessoas dizendo quando ouve notícias como essa que gostariam mesmo que alguem as matasse, fizecem eutanasia nelas mas com certeza elas não sabem o que falam, dizer hipoteticamente que se quer morrer em alguma situação é o mesmo que dizer que quer ser astronauta quando crescer, ou seja, talvez até tenhamos certeza mas é o tempo passado que mostrará que não era o que queriamos. A vá bem, não é assim…..

A mulher de 38 anos e 16 de hospital teve seu alimento diminuido gradualmente e por 4 dias passou fome e veio a falecer no dia 9 desse mês e com consentimento da familia que levou a uma grande discussão na italia sobre a legalização ou não da eutanasia em casos parecidos. Contudo, o primeiro-ministro Silvio Berlusconi rapidamente tentou impedir criando uma lei emergencial para o caso mas foi tarde demais. A polemica levantou questões um tanto velhas para o mundo controlado pela grande mídia. Questões que creio que tem raizes em um motivo lógico: egoísmo. Talvez seja um tanto forte a afirmação de que familiares que cuidaram por anos a fio uma mulher de 38 anos sejam egocentricos, porém a palavra que me leva a isso é o cansaço, que me leva a angustia, que me leva ao sofrimento, e que me leva a auto-preservação, que me leva ao egoismo. E mesmo que minha resposta a motivação da diminuição dos alimentos da Senhorita Englaro seja fatalista, os fatalismo estão dos dois lados, porque as respostas cientificas e sociais que se desculpam para tais atos são sempre as mesmas: “Ela vai parar de sofrer”, ou ainda, “Ela não vai sentir dor, vai ser melhor para ela”. Afirmções baseadas em fatos que não se comprovam, os próprios médicos afirmam isso, e mesmo assim continuam a dizer que alguem que está em estado vegetativo não vive, é apenas um vegetal, sem vida mas se ele possivelmente sofre? Ele está morto? Como saber? O quadro clínico é o único que diz que alguem está vivo?. A prepotencia cientifica aparece nessas entrelinhas, e é disso que me preocupa mais. Em que mundo possivel mata-se os invalidos como se fossem uma carne estragada? Raizes desse utilitarismo da existencia humana nos levou ao holocausto nazista de deficientes fisicos e mentais, ciganos, judeus, homossexuais e outros, e é isso que me dá medo dessa ciência fatalista.

Eu já deixo claro que essas afirmações são indagações, perguntas pessoais, um ensaio para reforçar o que penso, ou ainda estou pensando. A ciência tomou o lugar dos feiticeiros, dos alquimistas, não existe  barreira para seu poder, para sua boa intenção de ajudar a humanidade, para seus produtos para todos, para seus remédios, para suas pesquisas com genoma, não pode haver porque isso nos trouxe qualidade de vida. É nos trouxe e não trouxe, não nos tornamos melhor por causa da ciência, e é esse o problema. A ciência quer substituir a religião que fracassou na sua própria força.  Destrua-se toda a moral e viveremos melhor disseram os cientistas, coloque apenas o método, o calculo, o sistema, a comprovação e pronto, seremos “bons”. Eluana Englaro, que Deus a tenha, nunca quis sofrer, sua familia nunca quis que ela sofresse, ninguém nunca quis que ela sofresse mas ainda assim aconteceu, e assim,  pode a ciência acabar com o sofrimento? Pode a ciência acabar com a consciência? Acho o segundo mais provável. E num mundo sem consciência, apenas ciência? Não nos resta nada para pisar, porque queira ou não, a religião sempre se coloca um passo à frente, prevendo, e antevendo problemas no espírito do homem, mas e a ciência? A ciência apenas vê seus pés, e se a seguirmos sem questionar, onde iremos parar?


Não. Eu não estou falando de igreja emergente. Na verdade nem falar de igreja estou falando, ou vou falar.

Bem, só pra deixar claro, falar de Cristianismo não é tarefa fácil, ela é muito teórica, cheio de conceitos, preceitos e meandros…

Hm… não, não é. E é disso que eu vou falar agora.

O termo que coloquei no titulo me provoca hoje bons  sentimentos, não o quanto ele está na moda, ou o quanto dele é verdade, uma coisa é que eu sei, a idéia por trás me trás boas coisas, e o apostolo nos diz para que busquemos isso em Filipeneses 4:8.

Bem, dito isto, onde o minimalismo se encontra com o Cristianismo?-Antes, só queria deixar claro que não seja a intenção de colocar o Cristianismo na idéia e sim colocar uma relação entre os dois, para que se pense o Cristianismo não de uma maneira diferente mas se use de ferramentas novas.

Os enunciados proclamados por nós Cristãos mos por nós Cristãos são simples. Cristo é o filho de Deus que veio salvar o Homem que se afastou de Deus, pronto, dizemos bem resumidamente tudo o que cremos. Quer idéia mais simples que essa? Vejamos outro caso então. As palavras de Cristo, seu primeiro e mais importante mandamento, em Matheus 22:37 e em 1 João 4:21 que é fruto do primeiro . Oras, vemos que se não obedecemos à estes nenhum dos outros fazem sentido dentro do contexto bíblico. O minimalismo está no viver simples, e a vida de Cristo é isso.

Ok, eu acabei com o texto, era esse o propósito, ser simples mas prudente (Matheus 10:16b) Fique com um video da idéia ser Cristão, ou seja, minimalista, do canal o Evangelho em 3 minutos.

Hoje (2/07/10) tive outro vislumbre de quanto o Cristianismo é minimalista. Ontem, domingo, tivemos ceia na igreja, -uma das poucas coisas que o homem não tocou- e percebi o quanto dela nos diz tanto em tão pouco sobre o Cristianismo. Ou seja, quem quer um Cristianismo genuino deve buscar o minimalismo, não como fim mas como meio. Simplicidade de Cristo.

PS: pretendo adicionar aos poucos versículos da bíblia que nos dizem isso, se quiser pode ajudar. Paz de Cristo

Primeiramente, dizer o quanto meu coração anda extremamente abatido e triste com essa tragédia que ocorreu lá onde a familia de minha mãe nasceu e cresceu boa parte da vida. Meu primeiro banho de mar quando bebê também foi lá. Sempre comentei com orgulho da Ilha Grande – onde minha mãe, meus tios e vó nasceram- à amigos e conhecidos. Logo, dedico aos conhecidos, aos não conhecidos e aos parentes que pouco vi o meu coração que doi e chora nesses segundos que escrevo essa pequena justificação do meu poema e oro ao Senhor para que limpe seus olhos e suas lagrimas, na esperança de nos  encontrarmos depois no fim de tudo lá na Sua morada eterna. Dito essas palavras deixo o poema com o título Yumi, da filha de Geraldo e Sônia, donos da pousada. Não os conheco mas eles são homens como eu por isso minha ligação com eles é eterna. Não sinto a perda de ninguem como eles sentem mas me compadeço sinceramente. Que Deus tenha misericórdia.

Yumi

Os amados se foram

Agora a luz da verdade me assombra.

A chuva se esvaziou,

agora os moços e moças desconhecidos me tocam,

Meu espirito se transportou aos corações que choram,

vão se embora.

o vazio ficou, a tristeza

já se fora.

O que fazer agora?

O que era verde, limpo e vivo, se limpa por hora.

Se cava para ver

a agonia de perder.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.