A história da criminalização do aborto caminha junto com a opressão das mulheres que são tratadas de forma desigual na sociedade, não tendo o direito que os homens têm de decidir sobre suas vidas. Negar o direito ao aborto é uma forma de controlar a vida, o corpo e a sexualidade das mulheres.

Atualmente, ao realizar um aborto elas correm vários riscos: são consideradas criminosas pela lei por fazerem aborto clandestinos, que podem ter como conseqüência a morte das mulheres ou seqüelas graves para sua saúde. Atualmente, complicações decorrentes desses abortos causam a morte de milhares de mulheres.

Ser mãe não pode ser uma obrigação, precisa ser uma decisão da mulher. É uma escolha que envolve muitas mudanças físicas, emocionais, no projeto de vida. Uma gravidez não pode ser imposição ou castigo. Queremos que a decisão da mulher de fazer um aborto seja respeitada e garantida pelo estado.

O aborto é um direito das mulheres de decidirem sobre seus corpos e suas vidas.

(RETIRADO DE http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2007/09/396571.shtml)

Ok, talvez não sejam todos que pensem assim mas esse é um dos motivos que me preocupa a questão do aborto, melhor, como ele tem sido tratado. Levando em consideração apenas a citação acima, pode-se ver que ser mãe é uma escolha e não uma responsabilidade mais. Transar irresponsavelmente deve vir com um aborto irresponsável, é, isso é obvio! Não basta a falta de respeito por aquele que nem nasceu ainda. Ele não pode escolher. A mulher é dona dele, a vida dele pertence a ela e ela está mais que certa de querer aborta-lo, dá muito trabalho, e também ela quer voltar a promiscuidade corrente, nove meses sem transar não dá, simplesmente não dá!

Tudo bem, você disse que elas não respeitam a gravidez e nem a criança e só querem saber de transar. Mas e as mulheres que foram abusadas? Como fica o direito delas? Vou te dizer. O que pode parecer muito insensível mas ainda não creio que seja. Todos tem o direito a vida. Acho que respondeu, né? Ela até pode não querer a criança por estes ou outros motivos mas mata-la não faz sentido em nenhuma circunstancias. Dê para alguem que queira, não jogue no lixo!

PS: Claro que meus argumentos são de defesa da vida e uma gravidez que venham a matar a gestante é outra questão e merece ser considerado. Contudo, esse tipo de prática já é comum.

Está comprovado mulheres que abortam tem problemas psicológicos .

Agora você vem com estes argumentos fraquinhos, não dá certo! E outra, aqui no brasil legal ou não é certo que neguinho vai fazer da maneira mais precária e nojenta possível. Não é apenas abortar a criança, é defeca-la! To cheio disso! Crianças irresponsáveis que segundo sei la que lógica criam a idéia que aborto é direito. Me mostre algo realmente concreto e que venha de encontro a matar alguém. Porque criança é gente, não é coisa, não se planta!

retirado do site http://www.mentecreativa.org/