Como sempre. Certas coisas não passam no jornal. Seja o jornal “nacional” ou não. Recebi um email de um irmão da minha congregação relatando a seguinte notícia:

ORE POR NOSSOS IRMÃOS QUE ESTÃO SENDO PERSEGUIDOS E  MORTOS NA ÍNDIA.


Ola paz em Cristo Jesus!!!
É com muita tristeza que escrevemos esse email.
Semana retrasada mataram um líder do hinduísmo no estado de Orissa,um grupo chamado Maoísta arcou com todas conseqüências mas os hindus falaram que os cristãos estavam por de traz.
Resumindo tudo, pelas noticias, mais de 600 igrejas foram  demolidas, varias escolas, instituições, casas de
orações, casas dos próprios cristãos foram atacadas e destruídas, 4000 pessoas estão foragidas nas florestas, alguns cristãos foram queimados vivos e cortados em  pedaços. Na ultima segunda feira falamos com um Pastor  indiano e ele nos disse que 14 pastores foram mortos, o  primeiro ministro chamou o atentado de ataque da vergonha.
Precisamos orar por essas pessoas, pelos seus familiares, e  pelo evangelho no estado de Orissa, os Hindus querem acabar  com o Cristianismo nesse estado.
Sabemos que Deus é bom e fiel porem nesse momento essas pessoas precisam de teu clamor e oração.
Deus abençoe.
Pastores Naia e Juliana
Ministério Adore Índia

Notícias Nazarenas:
Bangalore, Índia
Domingo, 7 de setembro de 2008

Três pastores Nazarenos foram mortos em Orissa, Índia, sob forte violência.
À medida que a violência continua a crescer em Orissa,  Índia, muitos cristãos permanecem na clandestinidade após  dias de motins, que deixaram muitos mortos e inúmeros lares  cristãos e igrejas foram queimadas ou destruídas.
Na semana passada, duas congregações Nazarenas foram a lamentar a morte dos seus pastores – Purna Digal da Igreja  do Nazareno de Baliguda e Purendra Digal da Igreja do  Nazareno de Bataguda.
Ambos os pastores foram mortos por um grupo na sexta-feira  à noite, dia 29 de agosto, tiveram suas Igrejas e casas queimadas, ficando totalmente destruídas, enquanto os  nativos fugiam para a selva para se proteger.
Ambos eram líderes do grupo “Filme JESUS”, em  missão da Igreja em Orissa.
Em incidentes semelhantes, Igrejas do Nazareno e casas  foram queimadas  em pelo menos seis aldeias, também as  casas de inúmeras famílias Nazarenas foram queimadas ou destruídas pelos agentes do mal.
“Esta noite ouvi dizer que um total de 15 igrejas do  Nazareno foram queimadas e 400 casas de famílias Nazarenas foram destruídas”,  relata Sunil Dandge.
Na semana passada (6 – 7 setembro), Dandge relatou ao  diretor na Eurásia Gustavo Crocker que outro pastor  Nazareno tinha sido morto. O Pr. Fidem Nayak do Purunagarh  (Berka) tinha sido dado como desaparecido desde 24 de  agosto.
Infelizmente, o superintendente distrital do Oriente da  Índia, comunicou aos Dandge, que realmente o Pr. Nayak foi  confirmado como morto em sua cidade.
Em Orissa o Ministério “Filme JESUS” foi o  impulso para a implantação da Igreja Prasad Nayak diz,
“Nós temos medo e receamos pelas nossas vidas e  vivemos em constante medo. Por favor, orem para a nossa segurança e de muitos outros membros cujo paradeiro  desconhecemos.”
Milhares de pessoas, na sua maioria cristã, ainda estão escondidos nas florestas ou têm encontrado refúgio nos abrigos criados pelo governo.
“Por favor, continuem a defender as famílias que  perderam os seus entes queridos, e que já perderam
tudo”, Dandge pede.
“Também para o governo ser eficaz na manutenção da  paz, fazendo a situação voltar ao normal. será um alívio  se estes esforços forem autorizados em breve.”
Urgente, ore pelos nazarenos em Orissa e outros cristãos  que estão sofrendo neste momento. Ore também para o  ministério “Filme Jesus”, e os funcionários que  se prepararam para responder a ajuda, sempre que puderem  estejam orando.

Unidos pelos laços do Calvário.
Pr. João

Resolvi citar ela pelo simples motivo: isso não iria passar na TV! É obvio que meu blog não tem grande visitação mas achei justificável coloca-lo na internet de qualquer maneira. Então  fica ai minha indignação da minha pessoa e da falta de jornalismo que há no mundo…
indianos protestando