Arquivos para posts com tag: aborto
Anúncios

Meu post sobre aborto é ainda o que mais me rende visitas ao blog. Infelizmente, normalmente eles entram através dos termos ‘como fazer um aborto , e o post é pró-vida, já viu ne?. Pode me chamar de “retrogrado” mas eu sinceramente eu não sei do que eles estão falando. O que eu defendo é simples: ninguem fica meio-grávido, niguem pare mamão ou pêra, é gente, logo, abortar é eufemismo para matar, e matar gente. Em contraposição, estão os defensores do aborto que dizem que a mulher tem direito de escolher ser mãe, e eu concordo, escolha antes de fazer sexo. Já o que eu não concordo é que é criminalizado, porque a legsilação brasileira já preve aborto em certos casos, então nos vem a pergunta: o que, pelo benedito, eles querem discriminalizar? Não sei, eu já vi bastante “discussões” na tv, radio, internet -normalmente não são discussões porque só há apenas pró-aborto e elas nunca deixam claro descriminalizaar o que? Aborto por falta de planejamento familiar? Por irresponsabilidade? Por falta de prevenção? Eu sinceramente não sei, eu sou retrogrado, retrogrado por apenas achar irracional todos esses discursos “progressistas”. Não há nada de progressita dizer que eu posso matar uma criança por eu ter direito a liberdade de escolher ser mãe ou não. Se você ainda achar que eu sou retrogrado, pare de ler, se não, dê para adoção. Deixa Adotar, dê a criança para uma igreja, pra um orfanato, deixe no hospital, em qualquer lugar seguro e que de facil acesso para acha-los. Não mate eles, eles podiam ser você.

A história da criminalização do aborto caminha junto com a opressão das mulheres que são tratadas de forma desigual na sociedade, não tendo o direito que os homens têm de decidir sobre suas vidas. Negar o direito ao aborto é uma forma de controlar a vida, o corpo e a sexualidade das mulheres.

Atualmente, ao realizar um aborto elas correm vários riscos: são consideradas criminosas pela lei por fazerem aborto clandestinos, que podem ter como conseqüência a morte das mulheres ou seqüelas graves para sua saúde. Atualmente, complicações decorrentes desses abortos causam a morte de milhares de mulheres.

Ser mãe não pode ser uma obrigação, precisa ser uma decisão da mulher. É uma escolha que envolve muitas mudanças físicas, emocionais, no projeto de vida. Uma gravidez não pode ser imposição ou castigo. Queremos que a decisão da mulher de fazer um aborto seja respeitada e garantida pelo estado.

O aborto é um direito das mulheres de decidirem sobre seus corpos e suas vidas.

(RETIRADO DE http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2007/09/396571.shtml)

Ok, talvez não sejam todos que pensem assim mas esse é um dos motivos que me preocupa a questão do aborto, melhor, como ele tem sido tratado. Levando em consideração apenas a citação acima, pode-se ver que ser mãe é uma escolha e não uma responsabilidade mais. Transar irresponsavelmente deve vir com um aborto irresponsável, é, isso é obvio! Não basta a falta de respeito por aquele que nem nasceu ainda. Ele não pode escolher. A mulher é dona dele, a vida dele pertence a ela e ela está mais que certa de querer aborta-lo, dá muito trabalho, e também ela quer voltar a promiscuidade corrente, nove meses sem transar não dá, simplesmente não dá!

Tudo bem, você disse que elas não respeitam a gravidez e nem a criança e só querem saber de transar. Mas e as mulheres que foram abusadas? Como fica o direito delas? Vou te dizer. O que pode parecer muito insensível mas ainda não creio que seja. Todos tem o direito a vida. Acho que respondeu, né? Ela até pode não querer a criança por estes ou outros motivos mas mata-la não faz sentido em nenhuma circunstancias. Dê para alguem que queira, não jogue no lixo!

PS: Claro que meus argumentos são de defesa da vida e uma gravidez que venham a matar a gestante é outra questão e merece ser considerado. Contudo, esse tipo de prática já é comum.

Está comprovado mulheres que abortam tem problemas psicológicos .

Agora você vem com estes argumentos fraquinhos, não dá certo! E outra, aqui no brasil legal ou não é certo que neguinho vai fazer da maneira mais precária e nojenta possível. Não é apenas abortar a criança, é defeca-la! To cheio disso! Crianças irresponsáveis que segundo sei la que lógica criam a idéia que aborto é direito. Me mostre algo realmente concreto e que venha de encontro a matar alguém. Porque criança é gente, não é coisa, não se planta!

retirado do site http://www.mentecreativa.org/